Humanização na Medicina. Como praticar? 

Humanização na Medicina. Como praticar? 
19 de novembro de 2019 Marketing

Por meio da humanização se garante o melhor tratamento ao paciente de maneira com que o  médico tenha uma maior eficácia no seu trabalho. 

Os detalhes fazem toda a diferença na relação médico/paciente. Entendendo os direitos do paciente, o respeitando enquanto cidadão e garantindo o melhor tratamento, pode-se construir uma medicina humanizada. 

Para tanto, a humanização deve ser um elemento intrínseco na formação médica. De acordo com Blasco as carências que o paciente constata são, em última análise, carências na pessoa do médico, detentor do conhecimento e intermediário entre a tecnologia e o paciente. As insuficiências não são de ordem técnica, mas humana” e tal afirmação leva a um ponto muito simples, que é o de ver o paciente como alguém que precisa de atenção, ainda mais em um momento de fragilidade.

O Projeto de humanização na Medicina foi implantado pelo Ministério da Saúde em 2000 com o intuito de fazer com que os profissionais voltassem o olhar ao ser humano, sem focar  unicamente na doença. Na prática, isso quer dizer:

  1. Evite termos técnicos

Pode ser que o paciente seja leigo quando o assunto é medicina, por isso, evite termos técnicos e fale com clareza, de modo que o que você quer repassar seja entendido por ele. 

  1. Muito bom humor

Trate o seu paciente com muito carinho e respeito, lembrando que está em momento de fragilidade e que a sua ajuda é fundamental para sua melhora.

  1. Seja acessível

Esteja acessível ao seu paciente, para que em casos graves possa te encontrar com facilidade. Esse atendimento personalizado vai aprimorar muito a relação!